Your browser does not support JavaScript!

 

o olho humano

Podemos dizer que o olho humano é a lente e o filme fotográfico mais avançados do mundo. É capaz de oferecer uma impressionante definição de imagem com clareza e cores vivas, além do foco extremamente preciso e de acordo com as mais diversas condições de captura das imagens. E tudo isso num piscar de olhos!

O olho humano

O movimento da mão e do braço para levar uma xícara de café até a boca parece tão fácil.

Caminhar por uma rua movimentada se torna muito mais seguro também graças aos nossos olhos que enviam informações para o nosso cérebro e assim traçamos a rota mais adequada.Mas isso é possível graças às informações captadas pelos nossos olhos e passadas para o cérebro.

Imagem de um corte lateral detalhando algumas partes do olho humano

Fonte: http://www.brasilescola.com/oscincosentidos/visao.htm

 

Com aproximadamente 25 milímetros de diâmetro, o globo ocular é responsável por captar a luz refletida pelos objetos. Ao penetrar o globo ocular, a  luz passa primeiramente pela  córnea, um tecido transparente que cobre a parte anterior de nosso olho de forma semelhante ao vidro de um relógio. Seguindo seu caminho, a luz agora passa através do humor aquoso, alcançando a pupila, formada pela iris e que funciona como um diafragma, atingindo imediatamente o cristalino que funciona como uma lente de focalização, convergindo então os raios luminosos para um ponto sobre a retina.

Na retina, mais de cem milhões de células fotossensíveis (sensíveis a luz) transformam a luz em impulsos conduzidos ao cérebro através do nervo óptico. É no córtex visual, localizado na parte posterior do cérebro, onde ocorre o processamento das imagens recebidas pelos nossos dois olhos, compondo nossa “sensação visual”.

No processo da visão, a função do olho humano é formar uma imagem, no fundo do olho, que é conhecida genericamente como “retina”. Podemos considerar que o olho é um instrumento óptico, por tal performance.

Tanto é que, assim como em uma câmera fotográfica, as imagens projetadas no fundo do olho (filme fotográfico) são invertidas, ou seja, de cabeça para baixo. Isto é o que ocorre com todo sistema óptico, quando é disposto além da sua distância focal. É o cérebro quem faz a “correção” da imagem invertendo-a e nos dando a exata referência de suas posições.

Veja mais detalhes neste vídeo:

 

Na área “Doenças” preparamos uma série de informações sobre cada uma das doenças foco do trabalho da Retina Brasil. Todas elas foram baseadas em fontes de reputação sólida como a Retina Internacional, Foundation Fighting Blindness, AMD Alliance, Retina São Paulo, Retina Rio e outras, além de terem sido validadas pelo nosso comitê científico. Em caso de dúvidas, entre em contato conosco pelo e-mail site@retinabrasil.org.br

Referências: