Your browser does not support JavaScript!

Retina Brasil participa de Workshop sobre Retinopatia Diabética na Cidade do México

A Retina Brasil participou do DR Barometer Latin American Advocacy Workshop, que ocorreu na Cidade do México entre os dias 06 e 07 de Abril de 2018. O foco do Workshop foi a retinopatia diabética na América Latina, a atual conjuntura da doença, seus desafios e como buscar soluções. O evento, organizado pela International Federation of Ageing (IFA), aconteceu no Hotel Barceló Mexico Reforma. A Dra. Jane Barratt e a Senhora Angela Burns estiveram responsáveis pela conformação do evento, que foi ainda apoiado pela International Agency for the Prevention of Blindness (IAPB), pela International Diabetes Federation (IDF) e pela farmacêutica Bayer. Estavam presentes os representantes das instituições apoiadoras e delegações de seis países da América Latina, quais sejam, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica e México.

O Brasil esteve representado por seis pessoas. Compuseram o grupo de discussão brasileiro o Senhor André Leoni, representante da farmacêutica Bayer, o Dr. Arnaldo Bordon, chefe responsável pelo setor de Retina e Vítreo do Hospital de Sorocaba, a gerontóloga Ina Voelcker, diretora técnica do Centro Internacional de Longevidade Brasil, a Senhora Maria Júlia Araújo, presidente da Reina Brasil, a Senhora Marina Leite, voluntária da Retina Brasil, e a Senhora Vanessa Pirolo, jornalista especializada em Advocacy e membra da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ).

Foto com todos os participantes do DR Barometer Latin American Advocacy Workshop

O Workshop apresentou dois momentos principais. No primeiro ocorreram palestras sobre temas relacionados à retinopatia diabética. No segundo formaram-se mesas de trabalho para discutir e pensar ações com a finalidade de melhorar o contexto da doença em cada país.

As palestras, aconteceram nos dois dias do Workshop,  e foram ministradas por profissionais da área médica e representantes das associações de pacientes. Falou-se sobre o atual contexto da Diabetes na região, elencando os problemas sociais e econômicos relacionados à saúde, como acesso, educação, prevenção, diagnóstico e tratamento. Foram apresentados dados sobre a doença, suas consequências para a saúde e formas de prevenção da diabetes tipo 2. Sobre a retinopatia diabética, enfatizou-se o acompanhamento frequente com o oftalmologista, o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno.

Outros temas apresentados foram relatos de experiências positivas com grupos de pacientes e a presença da telemedicina como uma aliada na realização de diagnósticos.Ficou claro que a diabetes é um problema sério que afeta milhões de pessoas na região, com tendência de crescimento em razão do envelhecimento populacional e dos hábitos ruins de alimentação. Esteve, também, destacado a importância de sempre consultar-se com um oftalmologista, pois a retinopatia diabética, quando detectada no início tem melhores chances de tratamento.

Após as palestras, os países reuniram-se em grupos de trabalho. Cada país recebeu a tarefa de listar as barreiras nacionais ao diagnóstico e ao tratamento da retinopatia diabética, definindo metas a serem alcançadas. Foi solicitado, ainda, enumerar os desafios ao processo e os agentes envolvidos. Depois pensou-se ações-chave com a finalidade de provocar uma mudança na atual conjuntura da retinopatia diabética em cada país.

O grupo brasileiro percebeu que os dados sobre a retinopatia diabética no Brasil são extremamente escassos. Por isso, definiu-se como ação, elaborar pesquisas regionais abrangentes, com o intuito de levantar informações fidedignas sobre a realidade, para poder, no futuro, utilizar as informações a serviço de políticas públicas. Outra barreira verificada pareceu a falta de educação dos profissionais de saúde. Para isso, decidiu-se formar uma plataforma de ensino virtual para levar informações aos médicos, enfermeiros, nutricionistas e demais profissionais da rede pública. A terceira ação, pensada pelo grupo brasileiro, reside no uso da telemedicina como forma de ampliar o acesso ao diagnóstico da retinopatia diabética, uma vez que, identificou-se enorme demanda por consulta médica e tempo exorbitante  para a realização de exames. Todas as ações propostas serão relembradas e um plano de execução será elaborado em breve, quando o grupo se reunir novamente.

O DR Barometer Latin American Advocacy Workshop imprimiu, portanto, grande sucesso. O evento estava muito bem organizado, possibilitando trocas positivas e muito aprendizado. O clima de amizade prevaleceu e todos encerraram as atividades com disposição para prosseguir.

Written by

A Retina Brasil é uma associação que apoia pacientes na busca de informação e tratamento para as doenças degenerativas da retina. Entidade filiada à Retina Internacional e à AMD Alliance.

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Mensagem